NIETZSCHE

"E aqueles que foram vistos dançando, foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música". "Vida sem música é um equívoco". NIETZSCHE

domingo, 29 de janeiro de 2012

J.E.T.-FEDE, SPERANZA, CARITÀ-ITÁLIA 1972



Belíssimo álbum de uma rara e competente banda de hard prog italiano. Infelizmente esse foi o único lançamento significativo, pois logo após a banda seria dissolvida, e seus integrantes seguiriam em empreitadas rumo à música pop. Esse é um fato realmente bastante lamentável, já que o som da banda é visivelmente incompatível com qualquer possibilidade comercial. Ou seja, teriam um futuro muito promissor, com grandes chances de se firmar entre os grandes nomes do progressivo mundial. 
Apesar de ter as músicas cantadas na língua nativa, o álbum não revela muitas características da música italiana, em vez disso, é carregado de um hard bastante agressivo, tanto nos vocais quanto no instrumental, além de uma força progressiva dotada de um lirismo fantástico. Peso e suaves melodias são dosados com genialidade, em idas e vindas que compõem um resultado de refinada estrutura musical.
É uma obra mesclada de estilos musicais, com algumas passagens jazzísticas, outras clássicas, mas que prevalece a estrutura hard prog referida anteriormente. 
Sinfonia Per Un Re é uma das mais belas representações melódicas cantadas na língua italiana. São variações  de acordes que se sucedem numa impressionante perfeição harmônica. Cada instrumento é magnificamente delineado em execuções singulares dos respectivos músicos. Baixo magistral. Celo singelo e pontual. Piano preciso e imprescindível. Guitarra inspiradíssima, ornamental. Órgão extremamente melódico e característico do início da década de 1970. Bateria clássica, descomunal.  Temos ainda o vocal belíssimo e entusiasmado.
Definitivamente esse é um álbum magnífico, daqueles em que ficamos eufóricos desde os primeiros acordes, pois vamos gradativamente descobrindo suas diversas facetas sonoras, que vão se revelando a cada instante. É bastante compensador, pois à medida que o tempo passa, as descobertas se tornam cada vez mais emocionantes e representativas em relação ao que esperamos de uma verdadeira pérola da música progressiva de qualidade. Verdadeira obra prima!



J_E_T_ - Sinfonia Per Un Re

MÚSICOS:

- Piero Cassano / teclados 
- Pucci Cochis / bateria 
- Aldo Stelita / guitarras, vocais 
- Carlo Marrale / baixo, marimba, violoncelo, vibrafone


MÚSICAS:

1. Fede, Speranza, Carità 
2. Il Prete e il peccatore 
3. C'è chi "não ha 
4. Sinfonia per un Re
5. Sfogo



LINK:
http://205.196.121.161/xbst7a0zodyg/k96axsasu1owb1f/J.E.T+-+1972+-+Fede%2C+Speranza%2C+Carita.rar

10 comentários:

JF disse...

Sou admirador do seu Blog..meus parabens!!!..vou divulgá-lo no meu blog e se possível gostaria de contar com seu apoio n divulgação do meu Blog Série Echoes:
http://serie-echoes.blogspot.com/


Abçs..
JF-Série Echoes

faustodevil disse...

Saudações JF,

Muito obrigado pelo elogio, meu amigo.
Há muito tempo que sou admirador de seu blog, mesmo antes do nascimento do Hofmannstoll. Inclusive, seu blog foi um dos primeiros a ser adicionados em minha lista de blogs, desde 2009. Desde essa época, também consto em sua lista de seguidores.
Vida longa ao Serie Echoes!!!!!!!

leofarias disse...

Conferi o álbum. Percebi a banda indo para a linha mais melódica - até mais do que do hard prog. Ainda assim percebi que os rifes da guitarra tb dá um tom diferencial pra quem está costumado a ouvir bandas progs. Valeu a pena ouvir a banda. Confesso que no início rejeitei a proposta dos caras mas a última música (Sfog)valeu pelo download. Parabéns e forte abraço!

faustodevil disse...

Olá Leofarias,

Valeu mesmo pelo comentário.
Você tem razão, a última faixa é realmente sensacional. Que bom que você tenha gostado.
O Hofmannstoll estará sempre à disposição e grato pela sua participação.

Forte abraço!!!

Faustodevil

Fox disse...

Muito bom o seu blog.
Vou conferir esse álbum.
Parabéns.

faustodevil disse...

Saudações Fox,

Grato pelo elogio e participação.
Seus comentários são muito importantes, pois dão estímulo para a continuidade do blog.
Espero que se sinta cada vez mais satisfeito, pois este é o objetivo do blog.

Forte abraço!

Faustodevil

Marcello 'Maddy Lee' L. disse...

Graaaaaaaaaaaaande Mephistopheles!
Valeu pelo comentárioo lá n'O Pântano Elétrico!
Eu ia colocar esse disco do J.E.T., mas acabei descobrindo que em 1995 foi lançada uma coletânea de raridades, material inédito e singles, por isso o deixei de fora da minha postagem.
Te agradeço, mesmo assim, pelo oferecimento e pelo link.
Aproveitei a viagem para dar uma passeada pelo teu blog e gostei imensamente. Colocarei nos meus blogs um link pra cá, se você quiser fazer o vice-versa será sensacional.
Valeu, meu camarada, um abraço.

faustodevil disse...

Saudações Maddy Lee,

É um enorme prazer ter você caminhando pelas estradas tortuosas das terras áridas do Hofmannstoll.
Muito obrigado pelos elogios; é uma honra recebê-los do "Mestre do Pântano Elétrico".
Valeu mesmo por ter adicionado o link do Hofmannstoll lá no Pântano. Também é uma grande honra para mim, pois seu blog é referência em qualidade musical.
Quanto ao link do Pântano aqui no Hofmannstoll, já está feito; inclusive peço desculpa pela tremenda falha, pois tinha certeza quase que absoluta de que seu link já constava em minha lista de blogs, afinal eu já era grande fã do Pântano muito antes do surgimento do Hofmannstoll. Aliás, o Pântano foi uma das inspirações para o surgimento do Hofmannstoll.

Valeu mesmo, meu camarada!

Faustodevil

Tiago Luna disse...

Ao ler o seu texto, sinto-me diante de um apaixonado. Posso dizer que também sou assim com relação a esse disco. Ele é um dos meus favoritos dentro do prog-rock italiano (acho que só empata com o Cherry Five, o Zarathustra e o Inferno). Escuto ele mto raramente hj em dia, mas cada audição é um deleite.

Enfim, parabens pelo blog e por compartilhar tanta música de primeira! Abração

faustodevil disse...

Olá Tiago,

Obrigado pelos elogios, meu caro, pois tal iniciativa nos incentiva a continuar sempre em frente.
É muito bom saber que não estou só em minha opinião sobre este álbum fantástico.
É muito pertinente sua comparação com as obras citadas, porém (perdoe a ignorância) não sei a que se refere o INFERNO, seria o álbum do Metamorfosi, ou refere-se à banda BIGLIETTO???? Os dois são magníficos e estão no contexto.
Quanto ao CHERRY FIVE, está na minha lista de publicações.

Valeu mesmo pela participação.

Faustodevil